Como deixar sua gestão de colaboradores terceirizados mais eficiente

Gerenciar uma construção em todas as suas etapas não é uma tarefa tão fácil e quando o processo envolve empresas terceirizadas a responsabilidade se torna ainda maior. A utilização de terceirizações e subcontratações se tornou uma realidade cada vez mais frequente, em especial no segmento da construção civil. 

É importante, no entanto, ter controle de todos os procedimentos realizados e confiança naqueles que irão prestar os serviços, visto que o produto final deve sempre manter a qualidade prometida e quaisquer problemas de resultado, prazos etc. cairão como responsabilidade da empresa contratada. 

Separamos nesta matéria algumas dicas de como deixar a sua gestão de colaboradores terceirizados mais eficiente. Acompanhe:

Busque empresas de renome

Atualmente o mercado de construção civil oferece diversas opções de empresas de amplo atendimento, como a contratação terceirizada de pedreiros, mestres de obras, engenheiros, fornecedores de matéria prima, etc. 

É de extrema importância que as empresas contratadas para prestar os serviços sejam de confiança, possuam portfólio de clientes e uma média alta de satisfação e qualidade e entrega. É comum que tais empresas sejam indicadas por trabalhadores internos, logo é preciso verificar a qualidade dos serviços prestados antes de realizar uma contratação. 

O contato com outros clientes da empresa a ser contratada e a análise de relatórios finais de entrega podem auxiliar a compreender melhor quais são as práticas de trabalho e qual a qualidade entregue. Dessa forma é possível escolher a que apresentará um custo benefício mais viável para a obra garantindo a qualidade estabelecida. 

Estabeleça contratos específicos e bem claros

Durante a contratação de empresas para a prestação de serviços, é importante que haja assinatura de contrato de serviço, estabelecendo os critérios desejados pelo contratante em quesitos como:

  • Qualidade do serviço;
  • Prazo de entrega;
  • Valores;
  • Informações sobre os funcionários;
  • Carga de trabalho;
  • Procedimentos específicos a serem utilizados;
  • Medidas de segurança;
  • Cláusulas contratuais de rescisão e multa.

Embora o desejo de ambas as partes seja a entrega do melhor resultado possível no melhor tempo possível, é interessante que tais especificidades estejam detalhadas em contrato, buscando a maior clareza possível e evitando possíveis desgastes futuros por problemas na execução das atividades. 

Foco em segurança do trabalho

Atualmente é comum ver funcionários especializados em Segurança do Trabalho atuando dentro de canteiros de obras e diversas outros segmentos. O número de acidentes e fatalidades reduziu consideravelmente nas últimas décadas devido à presença de tais profissionais supervisionando a atuação dos outros funcionários. 

Embora a preocupação seja tanto com funcionários da própria empresa quanto com terceirizados, é importante lembrar que empresas terceiras podem não estar habituadas às mesmas práticas diárias, logo é importante que os profissionais capacitados de segurança estejam presentes e ativos para supervisionar todas as atividades, sejam elas realizadas pelos terceirizados ou contratados. 

Realize acompanhamentos periódicos

Os responsáveis pela obra devem realizar acompanhamentos periódicos tanto da qualidade do serviço executado, quanto dos materiais utilizados, respeito à carga horária, e todos os fatores que envolvam os funcionários terceirizados e contratados para a execução. 

Para evitar transtornos futuros, é de suma importância que haja fiscalização dos procedimentos de execução, respeito às normas de segurança etc. Devemos ressaltar que a qualidade do resultado dependerá diretamente do controle dos processos realizados e dos responsáveis pela sua execução. 

Tenha um rigoroso acompanhamento legal

No processo de contratação de terceiros, a empresa contratante têm, de forma indireta, responsabilidade sobre uma série de fatores legais referente aos funcionários terceiros contratados. 

A empresa contratante precisa ter total controle sobre o registro dos funcionários, contrato social, retenção de FGTS, INSS, PPRA, PCMSO, atestados de saúde, cartões de ponto etc. Tal controle, feito da forma correta, evita possíveis processos judiciais trabalhistas, visto que, embora o funcionário seja contratado de uma empresa terceira, a construtora tem responsabilidade solidária e/ou subsidiária para com os profissionais.

A contratante pode ser acionada judicialmente caso ocorra alguma irregularidade na execução dos trabalhos, falta de procedimentos de segurança, problemas de pagamento e recolhimento de contribuições estaduais, municipais e federais e quaisquer impasses que possam ocorrer envolvendo o funcionário, sua rotina de trabalho e a formalização da mesma. 

A terceirização de serviços se tornou uma tendência em diversos segmentos e demonstrou vantagens de grande significância para as empresas, em especial para as construtoras. Alguns setores da construção, como pinturas, acabamentos em gesso e decorações internas, só passam a atuar no final da obra. 

Não é financeiramente viável para as empresas manter um quadro extenso de funcionários de tais funções ativos, a menos que existam outras obras em execução para que eles possam ter suas habilidades aproveitadas. 

Ainda sim, diversas empresas do segmento optam por terceirizar tais tipos de serviço para, não somente economizar na folha de pagamento, mas obter serviços oferecidos por empresas especializadas, garantindo uma maior qualidade do produto entregue. 

Embora as vantagens sejam muitas, é importante lembrar que é necessário um controle eficaz para garantir que toda a execução e entrega da obra ocorra dentro do prazo estabelecido, com a melhor qualidade e respeitando os procedimentos necessários. 

Gostou da nossa matéria? Clique aqui e assine a nossa newsletter para ficar por dentro e receber dicas de como tornar a sua obra mais eficiente!

 

Deixe um Comentário