Como fazer um orçamento da obra bem feito

Todo engenheiro sabe que o orçamento da obra é um dos pilares centrais de um projeto. Esse documento mostra a análise de viabilidade do projeto e representa para o cliente o valor total que deverá ser investido. Do lado da construtora, essa é a previsão dos custos envolvidos, necessária para determinar a margem de lucro com o projeto.

Contudo, mesmo entendendo a importância de um orçamento bem feito, muitos profissionais negligenciam essa etapa da obra e cometem erros crassos, que interferem no bom andamento do projeto. Para que você consiga se livrar desses problemas, separamos algumas dicas abaixo sobre como fazer um orçamento da obra bem feito. Acompanhe:

1. Faça uma boa leitura e interpretação do projeto e do memorial descritivo

O primeiro passo é realizar uma boa leitura e interpretação do projeto. Dessa forma, será possível prever e inserir no orçamento tudo aquilo que o cliente definiu como parte fundamental do produto final.

Se a leitura nesse momento for errada, significa que algo faltará durante a execução do projeto e será cobrado lá na frente. Lembrando que aqui não é o momento, ainda, de determinar preços, mas sim de reunir as informações técnicas sobre o que será preciso para a obra.

2. Realize uma visita técnica no local da construção

Alguns dos erros cometidos no orçamento da obra poderiam ter sido evitados com uma simples visita de campo. O reconhecimento da área de implantação do projeto é fundamental para acusar o tipo de relevo e de solo, entendendo se serão necessários empregar esforços extras na fundação.

Além disso, a visita permite ao orçamentista enxergar a acessibilidade do local da obra para definição apurada do tipo, valores e do tempo de transporte, bem como dos fornecedores que atenderão o projeto.

3. Atribua uma composição de preços para cada serviço levantado

Com as informações dos serviços necessários para a obra, é hora de quantificá-los. A composição de custos representa os gastos por cada unidade de serviço. E, em cada serviço, os custos com os insumos necessários para realizá-los.

Uma prática aceita para compor o custo unitário de cada serviço é adotar valores médios de custos com a produtividade e do consumo de insumos. Além disso, é permitido realizar algumas simplificações para o cálculo dos custos de manutenção e depreciação de equipamentos.

É preciso considerar, nesse momento, os custos diretos e indiretos. Os primeiros dizem respeito a todos os ônus realizados diretamente em campo, enquanto os segundos são aqueles gastos que não são assimilados em campo, mas que são necessários para realização dos trabalhos no canteiro. Por último, devem ser inseridos os custos com encargos trabalhistas.

4. Insira os impostos e defina o lucro desejado

Para finalizar o orçamento, resta apenas inserir a lucratividade desejada e os impostos. Esses valores podem variar de cidade para cidade e de empresa para empresa.

No caso dos lucros, por exemplo, a necessidade de ganhar um projeto ou o risco embutido são variáveis que podem ser consideradas na hora de determiná-los. Para inserir esses valores, é utilizado uma fórmula chamada BDI.

O BDI significa Benefícios (lucro) + Despesas Indiretas. Ele é uma taxa que se adiciona ao custo de uma obra para cobrir as despesas indiretas, o risco do empreendimento, as despesas financeiras incorridas, os tributos incidentes na operação, eventuais despesas de comercialização e o lucro do empreendedor.

A fórmula mais simples de cálculo desse fator leva em consideração os seguintes itens:

  • Percentual dos gastos com administração central da empresa;
  • Despesas financeiras;
  • Garantias, riscos, seguros e imprevistos;
  • Lucro pretendido;
  • Tributos, incluindo COFINS, PIS e ISS.

Após os passos descritos, é possível ter em mãos um orçamento da obra completo, com todos os serviços levantados de maneira correta sem que nenhum detalhe importante fique de lado.

Contudo, se você ainda tem alguma dúvida ou quer saber mais sobre como otimizar sua obra, entre em contato conosco e fale com um dos nossos consultores!

Comentários
  • Inove
    Responder

    Parabéns pelo artigo. Recomendamos a todos a leitura.

    Nos apresentando, a Inove atua na área da Construção Civil, especializada em Pintura e Textura. Trabalhamos com: Pintura Predial, Pintura de Galpão, Pintura Comercial, Pintura Residencial, Reformas e Construções.

    Acesse e confira: http://www.reformasinove.com.br

    Será um prazer recebê-los em nosso site.

Deixe um Comentário