Concreto usinado: Cuidados com o transporte e recebimento do concreto usinado

No universo da Construção Civil, a escolha dos insumos é um dos pontos chave para o sucesso do empreendimento e garantia de satisfação. 

O concreto usinado se tornou um dos materiais de maior demanda no mercado, especialmente em grandes projetos, por sua qualidade, resistência e vantagens de utilização no canteiro de obras. 

Embora essa escolha traga diversos benefícios aos construtores, é preciso ficar atento à qualidade do material adquirido para não encontrar problemas na execução das obras e após sua conclusão. Pensando nisso, lançamos uma série com tudo que você precisa saber para garantir a qualidade do concreto na sua obra.

Neste post, separamos alguns cuidados com a compra e recebimento do concreto usinado para você conferir. Acompanhe:

Produção

A quantidade da matéria prima em sua produção está diretamente relacionada com o tipo de edificação que será construída, e a empresa de concretagem deve seguir as especificações para que não ocorram problemas na utilização do concreto. 

O concreto usinado, embora seja indicado para praticamente todo tipo de obra, deve seguir padrões pré-definidos de fabricação, que são especificados pelo engenheiro responsável. Na solicitação do produto, é preciso informar à fabricante a resistência característica do concreto, a trabalhabilidade, a dimensão máxima do agregado e a classe de agressividade. 

Transporte do concreto

É de suma importância que a distância entre a central dosadora e o canteiro de obras seja levada em consideração. Por se tratar de um material que sofre reações químicas, pode apresentar problemas na aplicação se não chegar no seu estado “fresco”.

Hoje encontramos aditivos de concreto para as mais variadas finalidades. Muito usual é encontrar retardadores de pega, justamente para facilitar o manuseio quando o transporte pode ser uma das variáveis implicantes para o não fornecimento. 

Recebimento

O concreto usinado é entregue à obra por meio de um caminhão betoneira e descarregado nos locais de aplicação. Durante o recebimento, uma análise técnica deve ser feita e algumas características devem ser conferidas antes do aceite:

  • Ensaios físicos: executado pelo fornecedor do concreto ou mesmo pelo próprio cliente, faz-se o “slump teste” das entregas de concreto usinado, ou testes de fluidez e por meio da moldagem de corpos de prova, atestará a resistência do concreto;
  • Dosagem: a quantidade de água utilizada na produção do concreto usinado é um dos fatores de mais importância para a qualidade do produto. Uma vez que a resistência do concreto está diretamente proporcional à relação água/cimento.
  • Prazo de validade: o concreto usinado, no Brasil, tem um prazo máximo de 2,5h de validade, podendo ser estendido com a utilização de aditivos. Deve-se conferir, através de um romaneio de entrega ou nota fiscal, o horário de saída do caminhão da fabricante para averiguar se não houve atraso que possa prejudicar a qualidade do concreto adquirido;
  • Lacre do caminhão: as grandes fabricantes de concreto usinado sempre utilizam lacres em seus caminhões e, muitas delas, utilizam identificadores no próprio lacre para garantir que o produto entregue é realmente o que está especificado na nota fiscal. Deve-se garantir que o lacre esteja intacto antes de iniciar a utilização do concreto na obra. 

A análise técnica deve seguir as especificações determinadas pelas regras segundo ABNT NBR 7212 e as referências de procedimento especificadas segundo norma ABNT NBR 6118, ABNT NBR 12655 e ABNT NBR 8953 podem servir de base para verificação de controle de produção e recebimento. 

A utilização de concreto usinado nas obras garantiu uma forma mais segura de construir e empreender. Além de poupar espaço no canteiro, há uma considerável redução de custos com minimização de perdas e a necessidade de mão-de-obra destinada à produção do concreto. 

Embora a sua utilização conseguir oferecer grandes vantagens para os empreendedores e para os operários em si, deve-se estar sempre atento às regras de segurança e às análises técnicas dos materiais adquiridos. Faça orçamentos com vários fornecedores e busque referências de qualidade. 

Gostou da nossa matéria? Veja o primeiro artigo da série e conheça as vantagens, modos de utilização e como é a utilização de um concreto usinado no canteiro de obras!

Deixe um Comentário