Construção com bambu: quais as possibilidades?

Utilizar bambu na construção civil não é uma novidade surgida com as novas tendências sustentáveis. Era bastante comum encontrar na história antiga oriental construções com bambu, principalmente no Japão e na China, onde esse material é abundante.

Atualmente, o bambu ressurge não só pela sua sustentabilidade, mas devido à sua leveza, resistência e durabilidade. Ele pode ser utilizado em obras e construções de diversas maneiras: desde no próprio sistema construtivo em si, incluindo toda a estrutura e as paredes, até em móveis e revestimentos.

Mas quais as vantagens de usar esse material? Como a construção com bambu pode me trazer benefícios? Continue lendo e descubra a resposta para essas e outras perguntas!

As vantagens de uma construção com bambu

Além de ser esteticamente bonito, o bambu possui diversas outras vantagens que trazem benefícios à construção civil, sendo elas:

  • Ecologicamente correto: em primeiro lugar, apesar de ser um material extraído da natureza, essa extração não é danosa. Isso porque um bambu pode crescer cerca de 30 cm em um só dia, tornando rápida a sua replantação.
  • Fácil de carregar: o bambu é um material oco e por isso bastante leve, o que o torna muito mais fácil de carregar do que madeiras ou sacos de cimento.
  • Material rígido: apesar de parecer frágil, o bambu é um material bastante rígido, mais até do que a madeira. Isso faz com que a construção com bambu fique resistente e ao mesmo tempo maleável, já que ele não é quebradiço como os blocos de cimento ou cerâmica, por exemplo.
  • Ótimo desempenho termo-acústico: por se tratar de um material natural, o bambu apresenta um desempenho termo-acústico melhor que materiais industrializados. Isso permite deixar os ambientes mais confortáveis e agradáveis.
  • Melhor custo-benefício: o bambu é um material relativamente barato e pode ser usado como uma matéria-prima de baixo custo e impacto na construção civil.

Como utilizar o bambu na construção

A China, conforme falamos, já utiliza o bambu em suas construções há um longo tempo. Porém, alguns países da América do Sul, como Equador e Colômbia, também vêm aderindo ao uso de construções com bambu para criar pontes e edifícios de pequeno porte.

No Brasil, a história ainda é um pouco diferente, visto que a indústria da construção brasileira não possui a cultura de usar esse material em larga escala em seus projetos.

Mas pensando em tornar o conhecimento sobre a técnica de construção com bambu mais acessível, separamos algumas perguntas e respostas sobre sua utilização em obras. Acompanhe:

Quais são as possibilidades de uso do bambu?

Flexível e durável, o bambu possui uma gama bem variada de aplicações na construção. É possível utilizá-lo como telhado para sombreamento em áreas externas, quebra vento e como proteção contra a drenagem e erosão, por exemplo. Já na parte interna de uma obra, ele pode ser aplicado na decoração, como revestimento de paredes, ou mesmo em portas e janelas.

Suas características de resistência também permitem utilizar o bambu em vigas e pilares, como acontece nas pontes construídas com o auxílio do material. Contudo, nesse caso, a matéria-prima deve passar por um tratamento específico que confie durabilidade e facilite sua manutenção após a conclusão do projeto.

Como é o tratamento do bambu para utilizá-lo em obras?

Antes de ser aplicado em construções, o bambu passa por um tratamento onde é mergulhado em uma mistura de cromo, cobre e boro (CCB) por quatro a cinco dias. Outro ponto observado durante o tratamento é a ligação, podendo ser realizado o preenchimento da área oca da planta e as devidas amarrações para garantir maior confiabilidade.

O uso do bambu na construção civil é viável?

Como mencionado, o bambu é uma planta de cultivo fácil e baixa idade de maturação que não emite monóxido de carbono (altamente poluente) na atmosfera. Quando utilizada em larga escala, as construções com bambu são uma alternativa mais barata e uma opção viável para diversos tipos de projetos.

Com enorme potencial para uso na construção civil e na arquitetura, não é a toa que o bambu passou a ser conhecido como a “madeira” do futuro. Somando isso às fortes tendências sustentáveis, sem dúvidas veremos muito mais o uso desse material em diversas construções daqui para frente.

Não deixe de conferir mais sobre tipos de materiais que você pode utilizar na sua obra e que te ajudam a reduzir custos.

Comentários
  • Vera Silva
    Responder

    Caramba!Gostei muito do artigo do seu site. Estarei acompanhando sempre.Grata!!!

Deixe um Comentário