Gestão de estoque na construção civil

Dentre os vários desafios em gerenciar uma obra, um dos mais complexos é, sem dúvida, a gestão e controle de estoque de materiais. Por mais precisos que sejam os cálculos durante a fase inicial do projeto, não é raro que falte ou sobre matéria-prima em canteiros de obras, gerando atrasos e complicações nas entregas. 

Para evitar isso nos seus projetos, separamos para você 4 formas de gestão de estoque em canteiros de obras que vão melhorar o desempenho, velocidade e garantir mais economia na execução da sua obra.

1. Estoque Mínimo

Certos tipos de materiais são essenciais durante todo o processo de execução de um projeto de construção e não podem faltar em nenhuma hipótese. Tubos de PVC, cimento, tijolos e vergalhões são exemplos desses materiais, que são essenciais em praticamente toda etapa do processo de construção. 

O controle desse tipo de material é de grande importância, o que não quer dizer que não se deva prezar a economia na compra e aproveitamento. É sempre interessante manter uma quantidade mínima desses materiais em seu canteiro de obras. O cálculo é feito multiplicando o consumo médio diário do material pelo tempo de demora de reposição pelos fornecedores. 

Dessa forma, é possível ter materiais sempre disponíveis para repor quando eles forem necessários. É importante lembrar que em caso de sobra de matéria-prima ao fim da execução, o excedente pode ser re-utilizado em futuros projetos ou devolvidos ao fornecedor em caso de contrato de consignação. 

2. Segurança do estoque

É comum ouvir queixas de perdas e roubos de materiais em obras. Um ponto crucial para o sucesso e economia positiva no desenvolvimento de uma obra é manter o estoque de materiais sempre seguro, com o canteiro de obras cercado e, se possível, com seguranças, câmeras, sensores e alarmes. 

Materiais de fácil transporte e ferramentas são os mais visados, logo devem ser mantidos dentro de almoxarifados trancados e vigiados. O controle de acesso ao almoxarifado deve ser feito de forma eficaz e regulamentada, evitando assim o contato de pessoas que não têm autoridade para retirar materiais e ferramentas do espaço. 

É interessante também manter o controle de acesso documentado, identificando sempre quem solicita a retirada de materiais, bem como a sua devolução, com datas, horários e assinaturas. 

3. Inventário e armazenamento

É possível prever a quantidade de materiais que será gasta durante a execução de um projeto de construção civil, o que torna o processo mais eficiente e econômico. Entretanto é importante lembrar que toda compra, chegada, retirada e devolução de material deve ser documentada para evitar desperdícios, mau uso e até mesmo furtos. 

O armazenamento dos materiais deve ser respeitado diariamente. Certos materiais, como peças de cerâmica, devem ser empilhados de forma cuidadosa para evitar perdas. Deve-se seguir as dicas de estocagem de forma consciente e cuidadosa. Além disso, é interessante sempre atualizar o inventário do canteiro, com todas as ferramentas e materiais que forem adquiridos durante toda a construção.

4. Tecnologia na gestão de estoque

A adaptação do processo de gestão de estoque para o ambiente virtual tem ajudado muitos gestores a ter um controle maior dos materiais. Com softwares avançados e diversas opções, é possível classificar cada material adquirido e até mesmo dar entrada no sistema por meio da própria nota fiscal emitida pelo fornecedor. 

A nota dá entrada ao sistema e alimenta automaticamente o estoque no ambiente virtual. Juntamente com o projeto, o próprio sistema informa quando será necessário realizar uma nova compra de materiais e se a execução tem apresentado um bom aproveitamento dos que já foram adquiridos de acordo com sua retirada no almoxarifado. 

A gestão no controle de estoque para a construção civil é importante para reduzir custos e tornar a execução de uma obra mais eficiente. Os métodos de controle proporcionam mais segurança para os gestores e tornam a vida dos funcionários mais ágil e prática. 

Gostaria de receber mais informações sobre dicas para tornar a sua gestão de obras mais eficiente? Assine a nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades.

Deixe um Comentário