Inovação na Construção Civil

O mercado da construção civil finalmente apontou para uma luz no fim do túnel, com crescimento na casa dos 2% em 2019 e uma perspectiva muito positiva para 2020 em virtude da atual pandemia.

A inovação dentro do setor pode ser considerada um dos fatores de maior impacto nesse crescimento, possibilitando o desenvolvimento de projetos mais rentáveis para os investidores e resultados cada vez mais assertivos para os consumidores. 

Vamos falar um pouco da inovação da construção civil, sua importância e tendências tecnológicas de mercado que podem ser de grande ajuda nessa retomada da indústria. Acompanhe:

A importância da inovação na construção civil

Que a tecnologia e inovação já estão presentes no segmento de construção civil não é novidade, mas é importante ressaltar alguns pontos que se tornaram ainda mais claros ao longo dos anos. 

Eficiência

O uso de tecnologia e inovação na construção civil pode ser de grande ajuda para os profissionais que projetam e executam as obras, tanto na busca por uma clareza maior dos detalhes quanto para uma execução mais fiel. 

Além disso, o tempo de trabalho e os gastos com mão de obra podem ser consideravelmente reduzidos quando se combina projetos mais bem elaborados com ferramentas de criação, controle e fiscalização mais eficazes.

Economia

A inovação e tecnologia na construção civil permitem que seja feito um projeto mais econômico, com projeções mais claras para aquisição de materiais e o incentivo à práticas de green building.

Tendências inovadoras na construção civil

O segmento de construção civil segue em constante desenvolvimento e, principalmente, a presença da tecnologia dentro e fora dos canteiros de obra podem ser de grande ajuda para entregar mais qualidade, em menos tempo e com mais eficiência. Conheça alguns desses destaques inovadores:

Estruturas pré fabricadas e construção modular

Uma das técnicas mais presentes e ainda em crescimento na construção civil é a utilização de estruturas pré fabricadas e modulares. A técnica consiste em fabricar estruturas em módulos, que são encaminhadas aos canteiros de obras para serem montadas formando a edificação. 

O processo, além de ser mais rápido que os métodos tradicionais, permite o uso de tecnologias mais avançadas, podendo resultar em peças de maior precisão que representam uma maior dificuldade de execução quando feitas normalmente por mão de obra tradicional. 

Impressão 3D

A impressão 3D é utilizada hoje em diversos segmentos, incluindo a construção civil. A tecnologia pode ser utilizada para a fabricação de peças ou até mesmo módulos, acelerando ainda mais o processo de construção e entrega dos projetos. 

Embora ainda esteja sendo utilizada de forma mais tímida nesse mercado, seu uso em criação de protótipos 3D já é bastante utilizado e possibilitou uma visão mais clara dos projetos estruturais e seus detalhes.

Green Building

O Green Building, ou Construção Verde, já é presente no mercado da construção civil há algum tempo e cresceu ainda mais nos últimos anos. O uso de materiais recicláveis, projetos que favoreçam a redução no consumo energético e até mesmo tecnologias mais avançadas na fabricação de insumos se tornou tendência mundial. 

Além de beneficiar o meio ambiente, as construtoras têm buscado cada vez mais certificações de práticas sustentáveis em seus projetos, valorizando a marca, os imóveis e criando um impacto cada vez mais positivo no mercado sustentável. 

Automação e tecnologias digitais

As tecnologias digitais já estão presentes no ramo da construção civil há um bom tempo, como em projetos e simulações 3D. Mais recentemente, certos avanços foram se tornando mais frequentes no mercado, como o uso de design preditivo e computação em nuvem para disponibilização de informações sobre o andamento das obras. 

Outro ponto de destaque é o uso de drones para fiscalização de espaços de maior risco, evitando acidentes de trabalho e permitindo uma visão clara de grandes áreas em menos tempo e com maior eficiência. 

A automação segue desde a fabricação de materiais de construção até a própria execução das obras, que podem ser agilizadas com o uso de robôs para executar tarefas simples e repetitivas, normalmente realizadas por humanos. 

BIM, Realidade Virtual e Realidade Aumentada

Embora as três ferramentas possam ser encaixadas juntamente com tecnologias digitais, elas merecem destaque por sua funcionalidade e aplicabilidade. A BIM – Modelagem da Informação da Construção – consiste na criação e gestão de informação em um processo de construção, funcionando desde o começo ao fim do projeto.

Baseado em prototipação 3D virtual, ela permite que os projetos sejam executados com mais eficiência e precisão, possibilitando que o resultado final do projeto seja exatamente igual ao que se foi desenvolvido. A interação da BIM com ferramentas de Realidade Virtual e Realidade Aumentada possibilita que investidores, arquitetos, engenheiros e fornecedores consigam ter uma visão ainda mais clara do que deve ser feito e quais necessidades devem ser solucionadas. 

Aplicar tecnologia e inovação no mercado pode ser de grande auxílio para impulsionar a volta do setor de construção civil após anos seguidos de queda. A importância abrange não somente a parte econômica, mas grandes mudanças e melhorias nos projetos, execução, qualidade da entrega e impactos cada vez mais positivos ao meio ambiente. 

Gostou da nossa matéria? Compartilhe em suas redes sociais!

Deixe um Comentário