O papel da Construção Civil no futuro desenvolvimento das cidades

Os governos entenderam a importância de investir em infraestrutura urbana desde os tempos antigos — aquedutos e estradas que sustentaram negócios e comunidades da Grécia e Roma antigas existem até hoje.

Essas redes e sistemas interdependentes garantem o bom funcionamento da sociedade, permitindo a vitalidade econômica, o fluxo eficiente e a conservação dos recursos naturais, bem como o conforto e a segurança de residentes e visitantes.

Esse é um dos motivos pelos quais a Construção Civil é um componente fundamental da força de um país.

Ela estabelece instalações essenciais, serviços e estruturas organizacionais que promovem o bem-estar, a mobilidade e o desenvolvimento de qualquer sociedade.

Mas o que se espera do papel da Construção Civil na infraestrutura urbana para os próximos anos e qual será sua importância? Vamos dar uma olhada nas perspectivas futuras:

Construção Civil e Infraestrutura Urbana

Durante as últimas duas décadas, houve uma mudança inevitável na abordagem e entrega do desenvolvimento urbano, seja o surgimento de novos bairros ou a regeneração de áreas urbanas com índices sociais e econômicos em declínio.

Isso tem sido caracterizado não apenas pelo padrão convergente da demografia mundial, mas pelo crescente foco e nível de detalhes técnicos (de engenharia) exigidos das propostas de desenvolvimento urbano nos estágios iniciais de viabilidade e planejamento.

Este interesse renovado em assegurar que o pensamento adequado foi dado aos sistemas de infraestrutura das cidades tem sido impulsionado principalmente por dois principais motivos sendo:

  • Preocupações sobre os impactos ambientais do desenvolvimento urbano
  • Consciência crescente da necessidade de conservar recursos naturais em declínio, bem como das consequências do aquecimento global.

O resultado foi que os engenheiros civis foram chamados a desenvolver estratégias integradas para assegurar que não apenas o movimento de pessoas e bens seja eficiente, mas que haja estratégias para fornecimento de energia resiliente, gerenciamento de recursos hídricos e tratamento de resíduos.

Parte desse papel, como existe desde a revolução industrial, é garantir que as descobertas científicas e os avanços tecnológicos possam ser aplicados em benefício de clientes, governos municipais e cidadãos.

É aqui que entram as cidades inteligentes.

O surgimento das cidades inteligentes

A tecnologia está assumindo a forma como fazemos as coisas e impacta os serviços municipais em todo o mundo.

Embora a adoção de novas tecnologias na indústria da construção possa ser um processo lento, ela provou trazer mudanças muito necessárias e melhorar os processos de construção.

Com o objetivo de melhorar a qualidade de vida, tornando as cidades mais sustentáveis, eficientes e de fácil acesso, as cidades inteligentes estão se tornando essenciais para a construção e a expansão da infraestrutura urbana.

À medida que o mundo se torna cada vez mais urbanizado, o movimento em direção a uma maior integração tecnológica em todos os aspectos da vida é crucial.

A verdade é que as cidades inteligentes não afetam apenas aqueles que vivem dentro delas, mas todos ao redor do mundo.

Com um grande foco na habitabilidade, elas visam beneficiar os três pilares da sustentabilidade: pessoas (social), planeta (meio ambiente) e lucro (econômico).

O futuro papel do engenheiro civil

Além das oportunidades imediatas de melhorar a eficiência do uso de recursos e reduzir o desperdício por meio das cidades inteligentes, precisamos pensar em termos de uma nova infraestrutura conectada, com sensores, controle e análise.

É preciso criar novas formas de melhorar a qualidade de vida e proporcionar melhores comunidades sustentáveis ​​em todos os aspectos da sociedade.

A implementação dos itens acima criará novas cadeias de valor em gerenciamento de projetos, entrega, operações e manutenção, e exigirá habilidades inter-setoriais que ampliam as disciplinas de arquitetura e engenharia civil existentes para bioinformática, ciência de materiais, nanotecnologia, ciências de dados e outras.

Engenheiros têm um papel fundamental na criação e manutenção de comunidades sustentáveis ​​em todo o planeta e é preciso enfrentar os desafios que aparecem muito rapidamente.

Como engenheiros, precisamos adaptar nosso pensamento, abraçar a tecnologia, trabalhar em domínios mais amplos e garantir que as cidades sejam realmente capazes de atender às necessidades completas do nosso futuro.

E você, o que espera do futuro papel da Construção Civil no desenvolvimento das cidades? Comente abaixo e compartilhe suas ideias conosco!

Deixe um Comentário