Padrão de qualidade na Construção Civil

A qualidade na construção civil é uma questão delicada de se tratar  sendo um problema comum enfrentado por muitos construtores e incorporadores.

A prática ineficiente ou inexistente dos procedimentos de gestão da qualidade resulta em construções  com baixo padrão estético e de acabamentos, assim como soluções de funcionamento ineficazes e baixo desempenho. Como consequência, tanto os usuários do espaço quanto os próprios construtores devem enfrentar grande perda de tempo, dinheiro, materiais e recursos, compensado pela baixa qualidade da construção.

Um estudo publicado pela Universidade de Gaza mostra que 20 a 40% de todos os defeitos de uma obra têm origem em erros surgidos durante a fase de construção e que 54% dos defeitos de construção podem ser atribuídos a fatores humanos, como trabalhadores não qualificados ou supervisão insuficiente do trabalho de construção – e apenas  12% sendo ocasionados por falhas de material e sistema.

Isso demonstra a complexidade do desafio, que deve ser enfrentado com abordagens atuais de inspeção do local para identificar defeitos nos locais de construção de forma eficaz. Um projeto bem elaborado e executado é capaz de atender todas as necessidades do usuário com eficiência e economia de recursos, focando na satisfação de todas as funcionalidades esperadas para o espaço enquanto garante o conforto e segurança dos usuários.

Neste artigo, vamos entender o que é a qualidade na construção civil, os principais pontos a serem levados em consideração e como garantir o padrão esperado no resultado. Confira a seguir!

O que é o padrão de qualidade na construção civil?

A qualidade na construção civil pode ser definida como a obtenção de níveis aceitáveis ​​de desempenho nas atividades de construção e no funcionamento após a sua conclusão. Esse desempenho é alcançado quando a atividade atende ou supera as exigências e expectativas do cliente ou do proprietário, assim como as normas aplicáveis a cada caso.

Assim, a qualidade de qualquer produto ou serviço é alcançada quando está em conformidade com as especificações desejadas e legalmente exigidas. Por isso, é de vital importância que os documentos estabeleçam claramente as particularidades necessárias no produto final.

Padrões específicos de qualidade podem geralmente ser definidos, priorizados e medidos com bastante precisão, e a ponderação dos critérios pode ajudar na avaliação das opções de projeto, de forma a atender as expectativas do cliente e as exigências legais concomitantemente.

O que se espera quanto à qualidade de uma obra?

No que tange a qualidade na construção civil, temos como principais objetivos:

Satisfação das especificações do contrato

Como o plano de necessidades do projeto, as expectativas do cliente e as exigências a serem atendidas.

Conclusão do projeto dentro do tempo

Execução com cronograma estabelecido, sem extensão de prazo de entrega.

Garantir a satisfação do cliente / proprietário

Atender as preferências e expectativas do usuário, assegurando o bom funcionamento do projeto e das soluções escolhidas.

Desempenho com base no propósito

Com o produto final satisfazendo suas funções esperadas e garantindo o conforto e segurança dos usuários do espaço.

Como garantir o padrão de qualidade esperado na indústria civil?

A qualidade na construção civil somente pode ser alcançada com o devido controle de qualidade durante todas as fases da construção – desde a etapa de planejamento e projeto até a finalização da execução da proposta. Assim, é um tema extenso e que demonstra a importância de contratar profissionais com credibilidade e experiência.

Vamos entender melhor os principais critérios de qualidade em cada uma das fases da construção:

Solução de projeto

Na etapa de elaboração do projeto, a qualidade na construção civil se traduz em vários aspectos menores a serem observados. Além de selecionar os tipos de materiais e soluções a serem incluídos no projeto e garantir que o desenho esteja de acordo com todos os códigos e regulamentos aplicáveis, são diversos outros itens que devem ser atendidos pela obra, como por exemplo:

  • O quão bem o design representa os valores e necessidades do cliente;
  • Como os espaços se relacionam;
  • O impacto na comunidade local e no meio ambiente;
  • Se o design é acessível e acolhedor;
  • Acessibilidade para pessoas com deficiência;
  • Qualidade das vistas e perspectivas;
  • O ambiente interno, considerando iluminação, conforto térmico, qualidade do ar e acústica;
  • Flexibilidade do layout;
  • Padrão geral de materiais e acabamentos (incluindo vida útil e problemas de manutenção);
  • Sustentabilidade dos materiais utilizados;
  • Qualidade e robustez dos sistemas, acabamentos, ferragens, móveis e equipamentos;
  • Consumo de energia e poluição, tanto na construção quanto no uso;
  • Construtibilidade;
  • Se o design é seguro para uso e manutenção;
  • Segurança geral do projeto;
  • Se o projeto é econômico para gerenciar e manter.

Assim, a contratação de um bom projetista é essencial para a qualidade na construção civil, uma vez que ele é responsável pela elaboração e especificação das soluções de todas as necessidades envolvidas na obra a ser realizada.

No Brasil, entre as exigências legais, podemos citar principalmente as legislações municipais de ocupação e dimensionamento de edificações nas diferentes áreas da cidade, e normativas de segurança e desempenho do produto final – com especial destaque para a NBR 15575, com exigências de desempenho para habitabilidade das edificações.

Construção e execução

Nesta etapa, o principal objetivo é controlar a construção para garantir a correta execução do projeto e todas as suas especificações. Por exemplo, se no projeto o engenheiro  especificou um determinado tipo de concreto, no canteiro de obras, o executor deverá garantir que a resistência final seja obtida utilizando os agregados de forma correta e hoje em dia, nada melhor e mais prático que utilizar o concreto usinado; proveniente de empresas que controlam todo o seu processo produtivo, finalizando com a entrega do laudo de rompimento dos corpos de prova e assim ter a certeza que a concretagem da estrutura está conforme planejamento.

A qualidade dos materiais e o padrão de fabricação podem ser controlados pelo executor  no local por meio da implementação de um plano de qualidade. O plano estabelece os recursos necessários e documentos associados (listas, documentação de compra, maquinários, equipamentos, etc.), assim como as atividades de controle (verificação do cumprimento das especificações, validação de processos específicos, monitoramento de atividades, cronogramas de execução, inspeções e testes). Essas atividades podem ser definidas por meio de inspeção e testes específicos (por exemplo, testes de carga para estruturas).

Além disso, para garantir a performance esperada do produto final, é essencial trabalhar com mão de obra de qualidade – ou seja, profissionais capazes de executar a obra conforme o projeto desenvolvido pelo projetista. A qualidade de mão de obra pode ser melhorada através de treinamento adequado, instruções apropriadas e listas de verificação claras, bem como garantindo que haja supervisão e monitoramento no local e um processo contínuo de feedback para garantir a melhoria contínua.

Através destes processos, garantimos a qualidade dos nossos empreendimentos e a satisfação dos nossos clientes.

Fetz, 38 anos de qualidade e inovação! Acesse nosso site e conheça mais sobre nós. 

Deixe um Comentário