Plano de investimento agrícola e pecuário 2017/2018

Apesar da crise econômica que vem assombrando o país desde 2014, o setor agropecuário vem mostrando bons resultados. Foi ele o responsável por alavancar o PIB nos primeiros meses de 2017, acabando com um ciclo de quedas que já durava oito trimestres.

A safra recorde registrada durante o período elevou o PIB da agropecuária em 13,4% no primeiro trimestre, a maior alta em mais de 20 anos. Esse avanço puxou a alta de 1% da economia brasileira entre janeiro e março de 2017.

Muito desses resultados se devem ao plano de investimento agrícola e pecuário 2017/2018 do Governo Federal, anunciado em junho de 2017.

O plano de investimento agrícola e pecuário 2017/208

Anunciado pelo presidente Michel Temer e pelo ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, o plano de investimento agrícola e pecuária 2017/2018 destinará mais de R$ 190 bilhões em empréstimos com juros baixos para financiar o setor e continuar a estimular seu crescimento.

De acordo com o ministério, o volume de crédito para custeio e comercialização ficará em R$ 150,25 bilhões. Deste total, R$ 116,25 bilhões com juros e taxas fixados pelo governo.

Ainda, serão disponibilizados R$ 34 bilhões com juros livres, que serão determinados por negociações diretas entre a instituição financeira e o produtor.

Os juros cobrados sofreram redução de um ponto percentual ao ano nos programas considerados prioritários, aqueles voltados à armazenagem e à inovação tecnológica do setor agropecuário. A taxa de juros cobrada para estes é a mesma, 6,5% ao ano.

Ainda é esperado pelo governo federal que a produção agrícola aumente este ano e fique em 232 milhões de toneladas de grãos.

Isso representaria um crescimento de 24,3% na comparação com a safra da temporada anterior. Para dar conta desse aumento na safra, serão disponibilizados R$1,6 bilhão em recursos para investimento em armazenagem.

Como a construção civil ajudará no crescimento do setor

Para suportar esse crescimento da produção agrícola, é preciso que o produtor rural invista em infraestrutura para armazenagem de grãos. Sem estocagem adequada, há perdas e o produtor não pode esperar para negociar preços melhores.

Nas propriedades que não possuem silos, os processo de colheita podem somar prejuízos muito altos. As deficiências na armazenagem fazem com que as perdas nas safras de grãos sejam grandes para o produtor.

Com um lugar para guardar a produção, o produtor pode esperar o melhor momento para vender seu produto. Dessa forma, ele se livra da boca de safra, período de baixa do valor das commodities, e pode comercializar na entressafra, época de preços mais aquecidos.

Além de poder vender na entressafra, o agricultor também economiza no frete. Para quem está distante da estrada ou precisava enfrentar pedaços de deslocamento não asfaltados, essa é uma grande vantagem, já que os custos de transporte podem ficar bem elevados em tais condições.

Além disso, é preciso levar em conta também a economia com aluguel de armazéns para armazenagem. Em média, os donos de armazéns cobram R$ 0,4 a R$ 1 por saca/mês.

Para um agricultor de cinco mil sacas este valor representaria de R$ 2 mil a R$ 5 mil a menos na conta. Em suma, ter seu próprio silo para guardar a safra para vender no melhor momento pode ser a grande diferença entre um ano vitorioso e uma safra ruim.

A boa notícia é que há silos para todo porte de produção. Para as pequenas, a menor estrutura comporta cinco mil sacas; já para as maiores, há construções para um milhão de sacas.

O valor para construção do próprio armazém dependerá do preço do aço (matéria-prima) e do tamanho do seu projeto.

De qualquer forma, as companhias do setor são unânimes em afirmar que, em pouco tempo, o dinheiro volta para o produtor.

O retorno do investimento leva cerca de cinco a sete anos, o que significa que o agricultor terá o dinheiro investido de volta em redução de custos dentro desse período.

Converse com um dos nossos consultores e veja como um projeto de construção de silo para armazenagem de grãos pode te beneficiar!

Deixe um Comentário