Resíduos da Construção civil: o que fazer?

Há bastante tempo, a sociedade debate o desenvolvimento sustentável. Tanto no âmbito pessoal como no profissional, a sustentabilidade tem sido algo cada dia mais cobrado de pessoas e empresas.

Na construção civil, a discussão em torno do que fazer com os resíduos gerados também não é nova. Contudo, novas tecnologias vêm surgindo, trazendo novas maneiras de reciclar o entulho.

É sobre isso que falaremos hoje. Acompanhe nosso post e descubra o que fazer com os resíduos da construção civil e aumentar a sustentabilidade da obra!

O que a lei diz sobre resíduos na construção civil?

O Resíduo da Construção e Demolição (RCD) ou Resíduo da Construção Civil (RCC) é resultante do processo construtivo, de reforma, escavação ou demolição. Na linguagem popular do meio, o RCD também é conhecido como entulho.

Ele nada mais é do que restos e fragmentos dos materiais utilizados ou demolidos na obra. O descarte do entulho deve ser ecologicamente correto. Ou seja, os resíduos não podem ser descartados na natureza nem acumulados no ambiente urbano, onde podem virar fonte de doenças.

Portanto, a reciclagem é a melhor forma de descartar os resíduos da construção civil, evitando que ele se torne lixo e contribuindo para a economia. Além disso, alguns materiais reciclados podem ser reutilizados para elaboração de novos materiais de construção.

Como são separados os resíduos?

O entulho deve ser separado em grupos antes de ser enviado para reciclagem. O que for reciclável será enviado para trituração em equipamentos específicos, e o que não for terá seu descarte feito de maneira correta.

Os grupos para separação dos resíduos se dividem em:

  • Grupo I: itens fabricados de cimento, cal, areia e brita, como concreto, argamassa e blocos de concreto;
  • Grupo II: peças de cerâmica, como telhas, manilhas, tijolos e azulejos;
  • Grupo III: materiais como embalagens de papel e papelão, madeira, vidro, metal e plástico para reciclagem simples;
  • Grupo IV: resíduos não-recicláveis, como solo, gesso, matéria orgânica e isopor.

O que fazer para melhorar o gerenciamento de resíduos na obra?

É inegável que a construção civil gera muitos impactos ao meio ambiente. Além da excessiva geração de resíduos, o uso de matérias-primas não renováveis e o grande consumo energético também contribuem para esse impacto.

Portanto, é preciso estar atento a alguns pontos que reduzam o quanto possível esses impactos. Seguem abaixo algumas dicas:

  • Resíduos reutilizáveis ou recicláveis, tais como concreto e argamassa, podem ser reutilizados no próprio canteiro, fazendo a contenção de encostas. Além disso, resíduos metálicos, gerados quando o projeto envolve armações de ferro, podem ser reaproveitados em outras estruturas, ou enviados para reciclagem;
  • A tecnologia trouxe diversas oportunidades a gestores de obra de utilizar materiais e equipamentos que diminuem o desperdício e a geração de resíduos. Como por exemplo o uso de argamassa estabilizada, que ainda ajuda a manter os custos totais da obra sob controle;
  • A separação dos resíduos conforme os grupos descritos acima é essencial. Ainda, alguns materiais podem gerar renda para o projeto, sendo vendidos para terceiros. É o caso da madeira, por exemplo, que pode ser repassada para restaurantes ou pizzarias que utilizam o material em seus fornos;
  • Utilize fontes de energias renováveis durante a obra. Adote recursos como os coletores solares térmicos, planejamento para o aproveitamento da luz natural e utilização de lâmpadas de baixo consumo;
  • Lembre-se de que planejar o uso racional dos materiais e insumos da obra, evitando desperdícios, também é fundamental. Itens como água, energia, minerais e combustíveis, comuns à rotina do canteiro de obras, podem ter seu consumo racionalizado com um planejamento consciente do uso desses materiais.

Cuidar da sustentabilidade da obra e gerenciar os resíduos da construção civil de maneira eficiente, além de ser ecologicamente correto, traz economia ao custo total do projeto.

E você, pratica a sustentabilidade na sua obra? Como cuida dos seus resíduos? Comente abaixo e compartilhe sua experiência conosco!

Deixe um Comentário