Sustentabilidade na construção civil

A indústria da construção, por sua própria característica, é uma das que mais consome recursos naturais. Porém, com as crescentes preocupações com as questões climáticas e o impacto do homem na natureza; a pressão por uma construção sustentável tem aumentado significativamente. 

De acordo com um relatório da União Europeia, o setor é responsável por um terço de todo o desperdício no mundo. A construção também é responsável por 11% das emissões de gases do efeito estufa. 

Como esses números mostram, a indústria da construção enfrenta desafios consideráveis na redução de sua pegada ambiental.

No entanto, práticas como a utilização de materiais sustentáveis, fontes mais limpas de energia, reciclagem e gestão de resíduos podem gerar impactos positivos e resultados ainda melhores para as empresas e seus clientes.

Conheça abaixo as principais práticas de sustentabilidade na construção civil:

Materiais sustentáveis

Materiais ecológicos podem ter preços consideravelmente menores que os tradicionais, por terem processos de produção mais simples e menor custo de matéria prima. Tijolos ecológicos, por exemplo, não passam pelo processo de queima para ficarem prontos, o que reduz o seu custo final e, consequentemente, do custo geral da obra. 

O aço utilizado na construção civil também pode vir de fontes recicláveis, assim como o alumínio, cimento e vidro. Segundo o Comitê de Meio Ambiente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo — SindusCon-SP — 80% do aço utilizado provém de materiais reciclados, assim como 70% do alumínio, 18% do vidro e 13,6% do cimento. 

Produtos provenientes de reciclagem podem ter custos mais baixos e apresentam menor impacto ambiental, reaproveitando materiais que não mais teriam finalidade e acabariam por deteriorar e poluir o meio ambiente. 

Gerenciamento de resíduos

O gerenciamento de resíduos provenientes da construção civil é uma prática que pode beneficiar diversos outros setores. O destino dos resíduos auxilia no processo de reciclagem e evita o desperdício. 

Embora seja obrigatório o processo de gestão de resíduos na construção, a prática se tornou mais atrativa para as construtoras por apresentar ainda mais benefícios além da reciclagem e descarte consciente. 

Uma gestão eficiente pode resultar em prevenção de acidentes, contaminação humana e do solo, um maior aproveitamento do canteiro de obras e um maior controle logístico dos materiais utilizados. Esse controle pode impactar diretamente em economia, permitindo uma análise mais concreta dos materiais utilizados e diminuindo o desperdício na aquisição de insumos. 

Certificação sustentável

Para diversos segmentos de atuação, é necessário que haja a certificação da empresa por regras de operação. A certificação serve como garantia que certos padrões de produção, trabalho e normas de segurança sejam respeitadas. 

Essas garantias deixaram de ser consideradas como burocracia e passaram a ser tomadas como diferenciais competitivos. Segundo pesquisa da Opinion Box, 87% dos consumidores preferem consumir produtos e serviços de empresas que possuem práticas sustentáveis, e 70% ainda permaneceria com a decisão de compra mesmo que isso represente um custo um pouco mais alto. 

As práticas de sustentabilidade se tornaram tendência em todo o mundo e em diversos setores do mercado. Para a construção civil, o diferencial de optar por práticas ainda mais sustentáveis que as já previstas em lei, pode representar um fator importante na decisão de compra de um imóvel.

Investimentos em tecnologia e inovação

O investimento em tecnologia e inovação segue sendo uma das práticas de maior impacto com geração de benefícios para o setor da construção civil. Um planejamento moderno com auxílio de ferramentas tecnológicas, por exemplo, pode significar um consumo mais eficiente de insumos para a execução das obras. 

A utilização de tecnologias para a redução de consumo energético também aponta para um cenário de maior economia e preocupação com o meio ambiente. Além disso, uma análise mais cautelosa com auxílio de novas tecnologias pode indicar formas mais ágeis e limpas de construir, como a utilização da luz solar para a redução do consumo de energia e ventilação natural. 

A sustentabilidade é um tema que ganhou destaque nas últimas décadas e se tornou pilar em diversas áreas. Para a construção civil, os investimentos em práticas sustentáveis podem trazer diversas vantagens não só para o meio ambiente, como também para construtoras e clientes.

Gostou da nossa matéria? Clique aqui e veja o nosso post sobre como obter mais eficiência energética na construção civil!

Deixe um Comentário